Jaula | 2011

As 02 fotos acima: Jarbas Oliveira

 

Presídio da Grande Fortaleza - CE. IPPO II. Sala de Triagem. 

JAULA, das Serpentes Reencarnadas. 3,1x2,7m. 

Impressão digital para outdoor. 2011

JAULA, das Serpentes Reencarnadas

Flora Assumpção, 2011

 

Jaula, das Serpentes Reencarnadas consiste em uma instalação site-specific que recria a situação de uma gigantesca serpente confinada em uma pequena cela, semelhante a um animal em um zoológico. 

A instalação consiste numa imagem bidimensional impressa e adesivada em uma das paredes de uma sala de triagem que, devido a sua escala em relação ao espaço físico desta sala, juntamente com o contexto, se apropria deste espaço de maneira que este se torna parte do trabalho.

 

O projeto Jaula (2011) foi realizado para o Instituto Presídio Professor Olavo Oliveira II (IPPOO II), localizado na região metropolitana da Grande Fortaleza (CE).

 

Jaula aborda a problemática da condição de privação de liberdade imposta aos presidiários e da falta de dignidade das habitações em que estes vivem nos presídios do Brasil, traçando um paralelo com os maus-tratos infligidos aos animais em cativeiro nos zoológicos, como intenção de denúncia desta situação de despersonalização do ser humano. 

 

A caracterização do ambiente escuro e apertado para um animal muito grande, retorcido e fechado em si mesmo, como se não coubesse na jaula é um artifício para reforçar a atmosfera de violência do aprisionamento.